img

Primeira casa sustentável da América Latina

23 de fevereiro de 2016 1 Comentário

Com 40 anos de atuação, os empreendimentos horizontais do Alphaville já são reconhecidos em diversas cidades do país, mais precisamente nos seus 110 empreendimentos já lançados em 22 estados do Brasil, mas uma das casas do residencial Alphaville Dom Pedro, em Campinas, começou o ano se destacando por ter recebido o selo LEED for Homes. Com a certificação, a casa se tornou a primeira moradia inteiramente sustentável da América Latina – conforme a assessoria de imprensa do empreendimento.

 

alphaville01

 

O LEED é um selo internacional de certificação e orientação ambiental, criado em 1998 pela USGBC para edificações sustentáveis utilizado no Brasil e em 150 países, principalmente em prédios comerciais, lojas, shoppings e residências. A versão residencial, LEED For Homes, foi lançada em 2007. O empreendimento deve cumprir pré-requisitos e obter créditos comprovando a adoção de práticas de sustentabilidade ambiental, de acordo com as recomendações em categorias: inovação e projeto, localização e transporte, implantação sustentável, gestão da água, eficiência energética, materiais sustentáveis, qualidade do ambiente interno e práticas sociais.

 

 

A casa que recebeu a certificação conta com gerenciamento da drenagem das águas pluviais, torneiras de fechamento automático, paisagismo que privilegia espécies nativas, placas de aquecimento solar, uso de madeira certificada, medidor de CO2 e paredes estruturais com EPS.

 

 

 

A certificação foi entregue em novembro (de 2015) ao proprietário da casa e para a empresa LCP Engenharia, responsável pelo projeto.

img

Desktops de vestir made in Rio

16 de fevereiro de 2016 Sem Comentários

Acabei de conhecer uma marca de acessórios upcycled feitos a partir de resíduos eletroeletrônicos. A ideia da ODYSSEE é da designer de moda Fernanda Nicolini que utiliza fios, plugues, placas de circuito, cabos flat. Tudo que puder ganhar nova vida vira moda sustentável nas mãos da designer.

 

acessorios01

 

Todas as etapas de produção dos brincos, colares, anéis e braceletes – desde o garimpo e captação do material através de doações e parcerias com empresas, passando pela desmontagem, separação e tratamento dos componentes, até a etapa final de acabamentos – são acompanhados por Fernanda. As criações são desenvolvidas de forma orgânica não se repetindo, o que garante ineditismo dentro de uma mesma coleção.

 

 

Primando pelo luxo da exclusividade e pelo slowfashion produzindo coleções atemporais com ar futurista, a marca é voltada para pessoas que buscam uma moda autoral e prezam por um estilo de vida ecofriendly com uma dose garantida de sofisticação cool e ousadia.

 

 

As vendas acontecem com hora marcada em seu ateliê/oficina no bairro do Jardim Botânico e desde dezembro no Museu do Amanhã, na Praça Mauá.

 

acessorios02

 

 

Quem quiser conhecer mais da marca nas redes sociais, os endereços são:

Facebook: www.facebook.com/odysseebr
Instagram: @odyssee_br
E-mail: contatoodyssee@gmail.com

img

Jogar sabonetes fora, nunca mais!

26 de agosto de 2015 6 Comentários

Um incômodo de toda uma vida sempre foi jogar restos de sabonete fora, mesmo sendo aquele mísero pedacinho que você quase não consegue segurar com as mãos porque vive escorregando na hora do banho. E aí, então, depois de muita pesquisa eu fui selecionando as melhores ideias e as minhas preferidas, além daquela tradicional de tentar colar a sobra com o próximo sabonete…

 

sabonete01

 

Dica principal: ter um pote de vidro no banheiro para ir guardando as sobrinhas. Recipientes reaproveitados também são bem-vindos. Pode ser potes de azeitona, cogumelos, geleia…

 

Depois de muitos pedacinhos acumulados é hora de escolher a sua opção de reaproveitamento:

 

1) Novos sabonetes: basta cobrir os pedaços com água e deixá-los assim por alguns dias para que eles derretam. Em seguida, leve ao fogo para que eles terminem de dissolver por completo. Mexa o tempo todo. Após esse processo, quando a massa já estiver bem homogênea, basta colocá-los em forminhas de gelo. Quando esfriar, é só desenformar.

 

sabonete02

 

 

2) Lavar roupas: outra dica, que até agora foi a que mais gostei, foi essa. Basta pegar os pedacinhos de sabonete, passe-os por um ralo fino, ou faça pequenos pedaços com uma faca e quando for lavar as roupas, misture-os ao seu sabão em pó tradicional, dentro do recipiente da máquina mesmo. Dizem que é ótimo para tirar manchas de gordura!

 

3) Sachê: também é possível juntas todas as sobrinhas em um saquinho de tule ou renda, amarrar a ponta e deixar o seu saquinho em gavetas e armários para que os sabonetes continuem exalando aquele cheirinho. De tempos em tempos é necessário trocar os sachês porque os sabonetes vão acabar ressecando e perdendo o cheiro.

 

sabonete03

 

Jogar fora? Nunca mais! O reaproveitamento é uma atitude sustentável e de respeito com a natureza.

 

Se alguém utiliza alguma ideia de reaproveitamento diferente, me conta aqui nos comentários!!!

 

Vale a pena conferir a ideia de reaproveitamento (sabonete líquido) que a Eliana – do blog Beleza Vegana – fez baseada neste post!

img

Direto da floresta para a sua casa

5 de agosto de 2015 1 Comentário

Nós brasileiros sempre temos a tendência de achar que os melhores produtos são importados. Mas ao longo desse mais de um ano que venho pesquisando assuntos para o blog, percebo que as empresas brasileiras não ficam nem um pouco atrás quando o assunto é sustentabilidade. Boas opções estão bem perto da gente, principalmente quando se tem uma Floresta Amazônica no nosso “quintal”. Um exemplo é a Preserva Mundi que possui diversos produtos orgânicos e biodegradáveis, sempre comprometidos com a agricultura responsável, amiga da natureza e do homem.

 

preservamundi1

 

Nesse mês, eles me mandaram alguns produtos que venho adorando conhecer e usar. Uma das principais matérias-primas usadas pela empresa é o neem – uma árvore de origem indiana, usada há mais de 4.000 anos. Dela praticamente tudo se aproveita: folhas, frutos, sementes e a casca. Em casa, no jardim e até para os bichinhos de estimação, o neem é um poderoso repelente de insetos, além do uso medicinal (auxiliando no controle de colesterol e problemas de pele), eficiência na eliminação de mais de 400 pragas na agricultura e ação bactericida e fungicida na criação de gado. Com essa árvore poderosa a Preserva Mundi produz:

 

– Sabonete de neem (uso humano): preparado a partir de um composto concentrado com as folhas da planta trituradas, óleo de andiroba e aromatizado com citronela. Funciona como um esfoliante natural, ajuda na renovação das células do corpo, controla de oleosidade, coceiras, acne e alergias. Também pode ser utilizado para lavar os cabelos para combater piolhos e controlar a caspa. R$ 10,00 – também tem a versão para uso animal. Gostei bastante!

 

– Chá de neem: na medicina ayurveda (medicina indiana), o neem é apontado como “purificador do sangue”.
Por isso o chá é indicado para auxiliar no tratamento e prevenção de diversas doenças como diabetes, colesterol, hipertensão, reumatismo e enxaqueca, além das propriedades antifúngicas, antibacterianas, antivirais e antinflamatórias, e inúmeras outras indicações. A embalagem com 50 gramas custa R$ 8,00.

 

– Repelente (uso animal e jardinagem/uso humano): para manter longe dos bichos e plantas as pragas que os perturbam e trazem doenças, o neem também pode ser usado como repele natural. O produto é biodegradável e não prejudica a saúde do animal. Nas plantas e jardins, o Repel-neem repele e combate mais de 400 pragas e insetos. R$ 25,00 (fórmula concentrada). Já o repelente de uso humano é composto por neem, andiroba e citronela. O produto é eficaz no controle mais de 400 tipos de insetos, como moscas, mosquitos (inclusive mosquito da dengue), muriçocas, formigas, baratas, traças e carrapatos. R$ 20,00.

 

preservamundi2

 

Óleo de andiroba:  a semente originária da Amazônia é uma espécie de amêndoa, cujo óleo serve de matéria-prima para sabonetes, cremes e xampus, podendo ser usado para inchaços e contusões, repelente, anti-séptico, antinflamatório, e até no combate e prevenção de celulites. Produzido em parceria com comunidades ribeirinhas da Ilha do Marajó, o óleo é extraído de forma artesanal, em prensas a frio (o que contribui para um processo sem adição de componentes químicos), a partir de sementes amazônicas coletadas por comunidades que vivem próximo à floresta. R$ 30,00 (180 ml). O cheiro é bem agradável e senti que ajuda bem na hidratação da pele.

 

preservamundi3

 

Noni – frutinha da saúde: de sabor exótico e cor que lembra o açaí, a noni (morinha critrifolia) é uma fruta utilizada há milhares de anos por povos do Pacífico (na Polinésia), além de China e Índia. Pesquisadores afirmam que a fruta é rica em uma substância chamada xeronina, que ajuda a regular o funcionamento do sistema hormonal, entre outros. Também disponível em duas versões:

 

– Chá: feito a partir da folha da árvore e da polpa da fruta desidratadas. Indicado para uso uma vez ao dia, para auxiliar na digestão e para estimular o bem-estar. A embalagem com 50 gramas custa R$ 8,00.

 

– Suco: rico em antioxidantes, ajuda a baixar e nível de colesterol e ainda contribui para diminuir problemas como insônia, sintomas de stress. Deve ser consumido em doses de 30 ml, em jejum, pela manhã, ou misturado ao suco a outras frutas, como o de uva integral, sem açúcar. Seu suco atua como um alimento funcional e auxilia o sistema imunológico. R$ 75,00 – garrafa de 1 litro. Confesso que no primeiro gole o gosto causa estranhamento, mas depois você se acostuma. Prefiro misturado a outros sucos, como o de uva.

 

preservamundi4

 

Sugiro que saiam da zona de conforto e experimentem produtos diferentes dos usuais (e industrializados). Ajudem a incentivar o comércio justo e os produtos de origem nacional. Todo mundo sai ganhando!

 

OBS: Esse não é um post patrocinado!

img

Contêineres são opção de arquitetura verde

30 de junho de 2015 1 Comentário

Já bastante comuns na Europa, Ásia e Estados Unidos, as casas instaladas em contêineres estão desembarcando no Brasil e ganhando cada vez mais espaço por aqui. Duvida? Na semana passada tive a oportunidade de visitar a Mostra Construir Casa Design que reúne 25 ambientes construídos em 17 contêineres organizados em 1.000m² de área construída e assinados por renomados profissionais do mercado. Fiquei encantada com as inúmeras possibilidades que esse tipo de construção pode proporcionar.

 

montagemconteiner3

 

Algumas destas vantagens incluem: a resistência, durabilidade, disponibilidade, abundância e custo. Além disso, esta técnica não gera tanto resíduos na obra o que a torna bastante sustentável. Isso acontece porque é muito caro para um país enviar embalagens vazias de volta à sua origem, então após cerca de sete a oito anos de uso, os contêineres marítimos são abandonados próximos a zonas portuárias poluindo o ambiente. Na maioria dos casos, é mais barato comprar novos contêineres, o que gera um elevado excedente de contêineres vazios que estão apenas esperando para se tornar uma casa, escritório, apartamento, escola, dormitório, estúdio, abrigos de emergência, podendo ser utilizados por cerca de 90 anos.

 

Ah! Em um dos ambientes, o Living, de Sylvia Pinheiro, Catarina Marschner e Sava Móveis conta com a parceria da EcoSimple, que produz tecidos sustentáveis. Durante a fabricação não é utilizada água, pois são reaproveitadas as aparas das malharias – que possuem uma composição de 100% algodão. O processo conta, também, com a utilização de garrafas PET.

 

 

montagemconteiner1

 

 

Segundo um dos idealizadores da Construir Casa Design, o engenheiro Willian Gonçalves, o tempo para deixar um contêiner de 12 m² (como esse abaixo) prontinho como um apartamento completo com banheiro, quarto, sala e cozinha é de cerca de três meses e custa em torno de R$ 60 mil. A maior dificuldade, segundo ele, é com a logística dependendo para onde a pessoa que levar o contêiner, mas o resto é como construir uma casa normal mesmo. Toda parte elétrica, hidráulica e de acabamento é feito da mesma forma. Além disso, também é possível fazer prédios empilhando até 8 contêineres com segurança.

 

montagemconteiner2

 

Otimista, o engenheiro disse que somente na última semana já recebeu dez propostas de clientes interessados em projetos residenciais. Willian Gonçalves projeta um crescimento de 30% por ano nos próximos cinco anos. “É possível morar em um contêiner com conforto e muito luxo, aliando à sustentabilidade, mobilidade e baixo custo”, diz.

 

 

Serviço: Mostra Construir Casa Design
Data: até 26 de julho de 2015 – Logo após, começa o Outlet Morar, onde serão vendidos os móveis e acessórios de decoração de todos os ambientes da mostra.
Local: Avenida Acadêmico Nilo Figueiredo, 1456, Lagoa Santa
Horário de funcionamento: quarta e quinta das 16h às 21h, sexta das 16h às 22h, sábado das 12h às 22h e domingo das 11h às 19h.
Entrada: R$ 20,00 na portaria e R$ 12,00 com apresentação do convite que pode ser retirado no site da mostra
Informações: (31) 3387-5091

 

OBS: Esse não é um post patrocinado!

Blog Moda Verde
© 2014 Todos os direitos reservados

Andressa Designs